TV Heinze

{wmvremote}http://www.lcheinze.com.br/videocana.wmv{/wmvremote}

Em entrevista nesta terça-feira (19), a TV Heinze, o deputado federal Luis Carlos Heinze (PP-RS) falou sobre a importância do zoneamento agrícola de cana-de-açúcar para o Rio Grande do Sul. Ao comentar o longo trabalho até a publicação da portaria 54, que autorizou o cultivo da gramínea no estado, o parlamentar destacou o significado econômico da nova atividade que se abre para os produtores gaúchos. Além de citar as possibilidades de investimentos que podem ser feitos no estado, Heinze evidencia que a concretização do trabalho poderá por fim a dependência gaúcha do álcool produzido em outros estados.

 

 

Em entrevista a TV Heinze, o deputado Luis Carlos Heinze falou sobre a importância do zoneamento agrícola de cana-de-açúcar para o RS. Ao comentar o longo trabalho até a publicação da portaria 54, o parlamentar destacou o significado econômico da nova atividade que se abre para os produtores gaúchos.

{wmvremote width="360"}http://www.lcheinze.com.br/videocana.wmv{/wmvremote}
 
 Leia a carta do deputado Heinze sobre o zoneamento
{wmvremote width="370" height="340"}http://www.lcheinze.com.br/estiagem.wmv{/wmvremote}

Parlamentares, prefeitos e representantes de entidades ligadas a agropecuária do Rio Grande do Sul, liderados pelo deputado federal Luis Carlos Heinze (PP-RS), entregaram, na quarta-feira (13), aos ministros do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, e da Agricultura, Reinhold Stephanes, uma série de reivindicações para auxiliar os agricultores gaúchos que estão sofrendo com a escassez de chuvas no estado. Entre as principais medidas estão a prorrogação das dívidas dos produtores dos 219 municípios que já decretaram situação de emergência e a agilização da liberação do crédito para investimentos e custeios para a nova safra.

 Leia mais

{wmv}defensivos{/wmv}
{wmv}crisefinal{/wmv}
Expectativa da bancada ruralista e de produtores é de juros mais baixos

A mudança no comando do principal banco de fomento do agronegócio brasileiro foi bem recebida pelo setor. A expectativa da bancada ruralista e de produtores é a mesma do governo federal: juros mais baixos.


Clique aqui e assista o vídeo 

Diante da escassez de crédito e a dificuldade dos produtores de acessar os financiamentos, os parlamentares da bancada ruralista aprovaram a troca do presidente do Banco do Brasil.

— Esperamos que melhore o acesso dos créditos a culpa é da superintendência em bsb qye impede a autonomia as agências nos municípios — disse o deputado federal Luiz Carlos Heinze (PP-RS).

Assim como o governo federal, os agricultores também esperam a redução de juros e do spread bancário, que é a diferença entre a taxa paga pelos bancos na captação do dinheiro e o que é cobrado dos clientes.

— Nós temos uma condição que precisa da atenção do governo e de uma renegociação no longo prazo a juros baixos esse alinhamento com o governo nós precisamos e com o Banco do Brasil — disse o técnico da gerencia de mercados da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Marcos Matos.

Outra expectativa do setor é a redução do risco das operações de crédito rural, já renegociadas.

Melina Fernandes | Brasília (DF)

{wmvremote}http://www.lcheinze.com.br/sblocorlegal.wmv{/wmvremote}
 
 
{wmv}pblocorlegal{/wmv}
 
O impacto do bloqueio de 47% do orçamento do Ministério da Agricultura é fonte de preocupação no Congresso Nacional. Os parlamentares temem que a distribuição do dinheiro restante prejudique programas estratégicos para o setor. Além disso, o corte temporário de R$ 25,4 bilhões no orçamento da União pegou de surpresa alguns ministros.