"O Brasil só terá solução se for feita a descentralização das decisões de Brasília e o fortalecimento dos municípios!"

A frase foi ouvida pelo deputado federal Luis Carlos Heinze (PP-RS), durante o debate "Caldeirão da Juventude", promovido na noite de quinta, 14 de dezembro, em Porto Alegre.

O parlamentar foi o convidado principal da "mesa redonda" realizada pela Juventude Progressista Gaúcha, na Câmara de Vereadores da capital.

Outra declaração proferida pelos jovens progressistas e que chamou atenção de Heinze foi que "a burocracia tem sido um grande problema no Brasil"

"A esfera pública e a privada não colaboram entre si. Precisamos encontrar uma saída para agilizar a gestão", disse João Manoel, presidente da Juventude Progressista de Porto Alegre.

O deputado ainda foi indagado sobre o que pensa das privatizações. "Antes de mais nada, é preciso conhecer verdadeiramente a dívida do Estado. A partir dai, reunir os estados da federação que também tem dívidas com a União e pressionar o governo em bloco, até conseguirmos encontrar o melhor caminho para uma renegociação", detalhou.

"Não posso falar sem conhecer totalmente a situação. Vender autarquias ou fundações apenas por vender para ganhar fôlego, não é a melhor saída", completou Heinze.

Ele explicou aos jovens que está percorrendo o Rio Grande do Sul, principalmente para ouvir as demandas de todos os setores da sociedade. "Minha pergunta tem sido sempre a mesma: como posso ajudar o Estado a continuar produzindo, com excelência, gerando emprego e renda. A autoestima dos gaúchos precisa aumentar e buscar bons exemplos, sem medo ou vergonha de copiar", completou.

Luis Carlos Heinze também salientou que o Rio Grande do Sul deve buscar o desenvolvimento para dar esperança aos jovens. "Segurança, saúde e educação devem sempre ser prioridade, mas a criação de oportunidades é fundamental para um futuro promissor de curto e médio prazos", finalizou o progressista.

Assista ao debate do Caldeirão da Juventude de Porto Alegre: