O deputado federal Luis Carlos Heinze (PP/RS) se reuniu, no final da manhã desta quinta, 14 de dezembro, com representantes da empresa Rumo/ALL, cooperativas, empresas cerealistas, entidades de classe e da Secretaria Estadual dos Transportes. O encontro ocorreu na sede da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul), em Porto Alegre. Na pauta, a cobrança de investimentos da concessionária de logística para reativação de linhas ferroviárias no Rio Grande do Sul, além de reivindicações do setor.

Com o mapa do estado gaúcho a frente e os traçados que revelam o abandono das estradas de ferro, o parlamentar cobrou a retomada do modal. "Há pelo menos dois mil quilômetros de ferrovias sem uso no estado. Precisamos traçar este mapa e conceder aos produtores a possibilidade de ajudar a acabar com essa ociosidade, nem que seja aos poucos", argumentou Heinze.

Ele ainda anunciou que trabalha na Câmara Federal para desburocratizar as liberações deste tipo de transporte. Luis Carlos Heinze se colocou à disposição para intermediar os próximos encontros. O parlamentar também sugeriu que as empresas para que executem um levantamento da demanda que pode ser transportada nas regiões das Missões, Fronteira Oeste e Centro do estado. “A reativação da estrada é de suma importância para os municípios, pois vários são os produtos que podem ser transportados pela rede férrea. Todos os segmentos regionais (industrial, agropecuária e o comércio) estão convictos dessa realidade”, evidenciou.

Os representantes da Rumo se mostraram abertos nas demandas apresentadas e informaram que a implantação de novos trechos e os estudos para reativação de trajetos será intensificado nos próximos anos, quando a previsão é de transportar quase 15 milhões de toneladas pelo Rio Grande do Sul.