Dificuldades de comercialização e queda nos preços ofertados pelo arroz, milho e trigo foram temas apresentados pelo deputado federal Luis Carlos Heinze (PP/RS) ao presidente da República, Michel Temer, durante audiência da Frente Parlamentar da Agropecuária – FPA - na última quinta-feira, 23.

Heinze cobrou do peemedebista a liberação de recursos para mecanismos de apoio a sustentação de preços do arroz. Segundo o parlamentar, com cerca de 30% da safra colhida, o valor ofertado pela saca do grão já é 25% inferior ao praticado no ano passado.  

Sobre o trigo, o deputado gaúcho relatou o drama vivenciado na colheita passada pelos mais de 50 mil triticultores da Região Sul e cobrou medidas governamentais para assegurar o mínimo de renda aos produtores. “Só na última safra, as perdas ultrapassaram a cifra de R$ 500 milhões, devido à desvalorização acentuada entre o preço ofertado pela saca e os custos de produção. Já estamos em período de plantio e o governo precisa sinalizar com alguma garantia para aquecer o mercado”, alertou.


CARNE FRACA: Em reforço a pauta prioritária dos deputados e senadores membros da FPA, Heinze também insistiu no anúncio de um pacote de medidas aos produtores de bovinos, suínos e frangos que já começam a sentir os efeitos da operação Carne Fraca, desencadeada pela Polícia Federal na semana passada. O deputado progressista pediu a prorrogação das parcelas de custeios e investimentos pecuários até que os embargos à carne brasileira sejam suspensos e a produção retome a normalidade.