Em meio às negociações para aprovar o novo Código Florestal Brasileiro, o deputado federal Luis Carlos Heinze (PP/RS) voltou a cobrar do governo a liberação de recursos federais para ajudar os produtores de arroz a enfrentarem uma das piores que o setor já passou.

A boa notícia vem depois de muito trabalho e insistência do parlamentar que resultou na confirmação de uma audiência para a próxima terça-feira, dia 17 de maio, às 11 horas, com o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa. Na última segunda-feira, 9 de maio, durante os debates para finalizar o relatório do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), Heinze aproveitou o encontro com o ministro da Casa Civil, Antônio Palocci, para voltar a relatar o problema enfrentado pelos orizicultores e cobrar apoio do Planalto.

A expectativa do parlamentar, após já ter apresentado a proposta do setor a equipe econômica do governo, é de que sejam anunciadas na próxima semana as regras do programa que prevê o repasse de subvenção aos produtores, capaz de cobrir a diferença entre o valor ofertado pelo mercado e o preço mínimo. “A situação é de calamidade. O preço do arroz continua em queda e já passou da hora do governo intervir para ajudar os produtores”, afirma.

Para marcar o encontro no Ministério da Fazenda, Heinze contou com o apoio das senadoras Ana Amélia Lemos (PP/RS) e Gleici Hoffmann (PT/PR) e dos senadores Francisco Dornelles (PP/RJ), Luiz Henrique (PMDB/SC) e Waldemir Moka (PMDB/MS).