Produzir etanol a partir do arroz é uma alternativa que está sendo estudada por técnicos da Secretaria de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura. A iniciativa foi proposta pelo deputado federal Luis Carlos Heinze (PP/RS) e pela Federarroz, que se reuniram na última quinta-feira (05), com o secretário de Agroenergia, Manoel Bertone, para discutir o encaminhamento do projeto. Segundo Heinze, serão alguns encontros estratégicos até a formatação final de um texto baseado em estudos técnicos e científicos que caracterizem a viabilidade do grão como matriz energética.

Para o deputado o objetivo é assegurar renda aos agricultores, que contarão com um programa capaz de absorver até 3 milhões de toneladas excedentes de arroz. “Estamos otimistas com o projeto, pois contamos com o apoio do ministro Wagner Rossi e do secretário Bertone, que vão nos ajudar na elaboração do projeto até a sua apresentação a presidente da República, Dilma Rousseff,” declara.

ENDIVIDAMENTO DO SETOR - Em outra frente, Heinze negocia o refinanciamento das dívidas dos produtores de arroz. Ele solicitou ao assessor especial do Ministério da Agricultura, Gerado Fonteles, um levantamento detalhado dos débitos dos orizicultores. De posse dos dados, o parlamentar pretende discutir a implantação de um programa de reescalonamento do saldo devedor do setor.